Review – Windward (PC)

windward_logo

Jogo #3 da limpeza de backlog

Windward é um dos muitos jogos do meu backlog que não comprei propriamente. Ele deve ter vindo em um HumbleBundle ou em um daqueles pacotes de publicadora no Steam, nunca saberei.

Uma tarde de domingo resolvi olhar minha lista interminável de jogos pendentes. De trás para frente, ele é o primeiro. Abri a página de detalhes: “Um sandbox multiplayer cheio de ação que te coloca no comando de um navio a velejar pelos mares de um mundo gerado de forma procedimental.”. É como se a Tasharen Entertainment, empresa canadense que desenvolveu e publicou o jogo, quisesse me fazer dormir. “OK”, pensei, “vamos jogar uma ou duas horas desse troço, fazer um review e tirá-lo da minha vida pra sempre”.

Ô rapaz… joguei 4 horas na primeira sentada. Agora já são 12 e ainda vou gastar mais algumas. Não me entenda mal, é um joguinho safado, sem muita coisa pra fazer. Você começa com um barco simples, pegando algodão (e outras mercadorias) de um porto para outro, dentro de uma área que sua facção/nação/reino domina, e fica com o lucro da transação.

De repente aparece um pirata na região. Você não tem muito como enfrentá-lo, mas está cheio de amigos, está em casa. Rapidamente vocês se livram dos piratas, com uma ajuda ínfima sua. Mas o combate é bom, bem executado, na velocidade certa. Você pega um pouco do lucro do algodão e compra um canhão melhor. Aproveita uns materiais de caíram do navio inimigo pra fazer um upgrade na sua vela.

windward_01

Em algum tempo, você já começa a liderar o ataque aos invasores, começa a ganhar estrelas, capitães e tripulação melhores. Olha só, já há dinheiro disponível para comprar um navio melhor, com mais capacidade de carga e melhores canhões. Uma cidade está disposta a pagar um dinheiro substancial por uma seda que está em um porto X. O porto fica numa área que, embora não seja hostil, não é controlada por seus amigos. Você vai lá. Você volta ileso e mais corajoso.

windward_02

Navio maior? Quero! Mais carga, carga mais cara, mais canhões. Árvore de skills para combate? Fuck yeah! Uma facção aliada está sendo atacada? Vamos lá! E que tal expandir seus domínios, pra trafegar suave entre os portos mais lucrativos? Bora!

Capitalismo antes de virar modinha. “Mercantilism – the Game”, diria seu professor de história. É um jogo safado. 12 horas até agora. E nem quero saber dessa versão pra celular. Muito menos testar o modo online.

Windward

Lançamento: Maio de 2015
Gênero: Sandbox/Ação
Plataformas: Windows, macOS, Linux, Android

 

Um comentário em “Review – Windward (PC)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s