Review – Shantae and the Pirate’s Curse (Nintendo 3DS)

shantae_logo

 

Jogo #2 da limpeza de backlog

Shantae and the Pirate’s Curse é o terceito jogo da principal franquia da WayForward. Um metroidvania 2D com profundidade surpreendente, jogabilidade excelente, level design interessante e chefes medianos.

Nesta instância da série, Shantae (uma espécie de gênia da lâmpada/dançarina) segue usando golpes de cabelo (?) e alguns equipamentos para lidar com seus inimigos e ambiente. A história acontece diretamente após o jogo anterior – Risky’s Revenge, excelente jogo, por sinal – e Shantae agora precise se juntar a Risky para recuperar os artefatos de um pirata lendário para libertar os piratas zumbis de uma maldição, e tem algo a ver com um cara grandão não destruir uma cidade com um canhão, e recuperar um ovo gigante…

Bom, a história não é muito boa, mas o humor é sensacional. Apesar da heroína e demais personagens femininas serem sexualizadas (que sim, incomoda), os diálogos passam longe de qualquer tipo de constrangimento. É ácido, é meta, derruba a quarta parede e volta. Apesar de ser um jogo muito polido, muito competente, provavelmente seu humor é o destaque.

shantae_1

Como joguei a versão de 3DS, pude experimentar a estereoscopia. A vontade que tenho é de jogar todos os jogos bidimensionais com este recurso: o efeito de diorama é muito bom, mesmo nos níveis mais baixos de 3D. Em geral, a arte do jogo é muito bonitinha, a animação é muito bem-feita e colorida e os personagens são muito carismáticos.

Para terminar a campanha principal, levei cerca de 12 horas. Ao terminar o jogo, um newgame+ chamado “Pirate Mode” é habilitado, permitindo que você comece o jogo com todas as habilidades que os artefatos lendários te dão durante a campanha principal. Não joguei até o fim, mas este modo me pareceu especialmente criado para o pessoal interessado em fazer speedruns.

shantae_2

Fica aqui a recomendação para Shantae and the Pirate’s Curse. Depois de seu lançamento original para 3DS, o jogo ganhou port para quase todas as plataformas, e não é raro vê-lo em promoção. Fica também o alerta para quem gosta de julgar certos aspectos do jogo por seu estilo visual: é um metroidvania um pouco mais difícil que a média, e seriamente mais difícil que os plataformas coloridões que vemos por aí.

Shantae and the Pirate’s Curse

Lançamento: Outubro de 2014
Gênero: Plataforma/Metroidvania
Plataformas: Nintendo 3DS, Wii U, Microsoft Windows, Amazon Fire TV, Xbox One, PlayStation 4

 

Um comentário em “Review – Shantae and the Pirate’s Curse (Nintendo 3DS)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s