Minha primeira semana na Nokia Store

Há algumas semanas, eu me perguntava como se diferenciavam as lojas de aplicativos das mais diversas plataformas móveis. Alguns dados como quantidade, qualidade e preço médio de aplicativos são bastante conhecidos do público consumidor, bem como dos desenvolvedores. Mas e quanto ao processo de publicar um novo app? Controle de qualidade? Tempo gasto? Custo de associação? E o acompanhamento do desempenho da aplicação lançada?

Com um novo projeto J2ME no horizonte, precisava encontrar um jeito de conhecer a tecnologia (que nunca tinha trabalhado antes) e aproveitei para responder minhas dúvidas sobre o processo de publicação de mais uma loja, a Nokia Store para S40 e Symbian.

Numa bela sexta-feira, fim do expediente, vi uma notícia no Hacker News sobre um certo site que havia liberado (quase) todas as bandeiras do mundo em formato PNG sob licença Creative Commons. Essa foi a oportunidade. Em 1 hora (sem contar melhorias e correções nas semanas posteriores) junto com um colega de trabalho, uma aplicação foi produzida. Trata-se de um simples quiz sobre bandeiras de países, utilizando Canvas e tratamentos de eventos um pouco menos básicos do J2ME. Embora simples, a aplicação ficou razoavelmente divertida, rola até hoje uma competição pelo maior placar aqui no trabalho. Também aproveitei para testar uma nova plataforma de Ads lançada pela Nokia (http://nax.nokia.com)

Não há muito o que comentar sobre o processo de publicação, já que ela não difere muito dos outros. Algumas vantagens são o preço (1 euro para associação) e o controle de qualidade, que chegou ao cúmulo de reportar que o About/Help não estava adequado para publicação, mostrando que além dos processos automatizados de teste, uma pessoa realmente abriu o aplicativo e testou. Mas não estou aqui exatamente para fazer um comparativo entre lojas ou convencer ninguém a publicar na Nokia Store (embora você realmente deveria, os 60 milhões de Ashas espalhados por aí estão esperando :D). Gostaria, na verdade, de mostrar algumas estatísticas que colhi na primeira semana de disponibilidade do aplicativo na loja:

Total de downloads: 6245
Total de países: 117

Ranking dos países (5 primeiros):

Número de downloads

País Downloads
Índia 927
Tailândia 570
Rússia 493
Brasil 444
Filipinas 348

Impressões de Anúncios

País Impressões
Índia 803
Rússia 578
Tailândia 396
Brasil 393
Paquistão 289

Anúncios clicados

País Clicks
Índia 17
Tailândia 17
Rússia 15
Indonésia 13
Brasil 8

CTR (http://en.wikipedia.org/wiki/Click-through_rate)

País Clicks Percentual
Bielorrúsia 2 50%
Líbia 2 28.57%
Quênia 1 25%
Iraque 3 20%
Kuwait 1 20%

CTR dos mais impressos

País Percentual
Tailândia 4.3%
Rússia 2.6%
Índia 2.1%
Brasil 2%
Paquistão 1.4%

Anúncios mais lucrativos por CTR

País Montante
África do Sul US$ 0.43
Tailândia US$ 0.39
Brasil US$ 0.30
Rússia US$ 0.15
Paquistão US$ 0.12

Algo que salta os olhos é como a plataforma é especialmente forte no BRIC. Lançar o aplicativo em inglês foi muito importante para ter visibilidade no mercado indiano, que lidera quase todos os rankings do aplicativo. A liderança da Índia, na verdade, só tem se acentuado a cada semana que passou depois da primeira, sendo responsável hoje por mais da metade do total de downloads do aplicativo. Quem sabe a próxima brincadeira com o S40 já saia com suporte a Hindi desde a primeira versão ;)