Natal, projetos sociais e auto-presentes

Dentre todas as coisas malucas que fazemos no INdT, talvez a mais normal delas seja o grupo ABRACE. Trata-se basicamente de um pessoal que se junta para promover projetos sociais ou ajudar outros existentes. Esse ano, cumprindo a penitência de calouro, fui convidado a participar de uma ação do grupo.

A instituição beneficiada foi o Aldeias Infantis SOS, que mantem um pequeno espaço para educação de crianças carentes em uma comunidade de baixa-renda nas proximidades da Nokia, aqui mesmo em Manaus. A data? 10/12/2011. A hora? 08:00. A temperatura? 38º c. A roupa? O mais puro feltro natalino. O resultado você confere abaixo, em uma das dezenas de fotos que tirei com a criançada.

Criançada do projeo Aldeias Infantis SOS - Manaus

Por conta de uns pequenos problemas com a data de minha mudança e uma viagem adiada, a vinda da patroa para essas terras foi adiada para o final de Janeiro. Isso significa que passarei o natal sozinho. Mas significa muito mais que isso.

Significa que não ganharei um dos jogos de minha wishlist que deixo disponível para que ela consulte e me presenteie. O jeito foi me auto-presentear. E surpreenda-se, dessa vez não escolhi nenhum jogo de PS3, Wii, DS, GameBoy Advance , Gamecube, Nintendo 64 ou PC. Escolhi me dar uma pedaleira. Eu já tive um pedal, em um passado distante, era um lindo Boss Super Over Drive SD-1, mas ele passou dessa para uma melhor. Resolvi então adquirir uma pedaleira que custasse metade do preço de um só pedal bom, e a Zoom aceitou o desafio. Comprei então a barata, safada e incrivelmente-boa-pelo-preço-que-custa Zoom G1Next. Recomendo a todos os guitarristas wannabe e mãos-de-vaca.

Só me resta desejar um feliz natal, hanukkah, solstício de inverno ou Yule para todos, cada um de acordo com seu(s) amigo(s) imaginário(s) favorito(s).

Em breve, posts do outro lado do mundo.